Partindo da Base

Este blog foi criado no âmbito da aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos durante as aulas de Jornalismo On line, uma cadeira ministrada no segundo semestre do II ano, na Universidade Eduardo Mondlane. Este blog faz alusão a assuntos políticos, económicos, sociais pessoais do único membro do presente blog e entre outros assuntos. Vale dizer, é generalista. Os conteúdos nele contidos são da inteira responsabilidade do seu autor.

A minha foto
Nome:
Localização: Maputo, Polana, Mozambique

Sou um jovem estudante de Jornalismo na Universidade Eduardo Mondlane, em Moçambique. Sou uma pessoa com muita vontade de aprender, de conhecer cada vez mais pessoas novas, lugares novos... Detesto por natureza todas mulheres viciadas, vale dizer, que abusam o sexo, as bebidas alcoólicas e o fumo. Pior ainda, aquelas que até consomem drogas. Adoro tanto assistir "clipes" de música rap.

domingo, dezembro 11, 2005

Para mitigar efeito da fome

USAID doa alimentos para inhambane Maputo - Cerca de 600 mil pessoas dos distritos Mabote, Funhaloro e Vilanculos, na província de Inhambane, vão beneficiar de ajuda alimentar, numa doação de 4 mil toneladas de produtos diversos, com vista a se reduzir o impacto da fome causada pela estiagem, anunciou ontem em Maputo, o Director da USAID Jay L. Knott. A USAID (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento) vai doar 4 mil toneladas de alimentos diversos (mapira, óleo vegetal, mini-soja, etc.), orçadas em aproximadamente 6 milhões de dólares, aos distritos de Mabote, Funhaloro e Vilanculos, para mitigar o efeito da fome causada pela seca. "Tem-se a expectativa de que esse apoio venha ajudar aproximadamente 600 mil pessoas", disse Knott. Falando aos jornalistas, Knott disse que a USAID vai disponibilizar cerca de 1 milhão de dólares americanos para as ONG's promoverem actividades de cultura de víveres e gestão de água. Aquela ONG americana, autorizou também a reprogramação de fundos para apoiar e financiar a distribuição de sementes de milho e amendoim na época chuvosa. Este apoio que poderá ajudar pelo menos 17 mil pessoas, vai beneficiar as populações de Morrupula, Ile, Namarroi e Morrumbala. "Essa ajuda permitirá aos beneficiários participarem no mercado, para além de produzir apenas o suficiente para o auto sustento:, disse Knott. A USAID está a apoiar a longo prazo, seis programas de ajuda alimentar, num valor calculado em 85 milhões de dólares americanos, para as províncias de Manica, Sofala, Zambézia e Nampula. Este apoio, surge em resposta ao apelo de assistência lançado em Novembro pelo Governo de Moçambique e está relacionado à visita efectuada por Knott ao distrito de Mabote em Inhambane na semana passada. "Não constatei nenhum caso de morte causada pela fome e nem casos de má nutrição graves. As populações alimentam-se de cacana e de frutas silvestres." O Director da USAID refere que, embora a produção tenha sido baixa e a colheita fraca devido à seca, tudo indica que as famílias que estão a participar nos programas alimentares da USAID puderam enfrentar melhor a seca, devido à diversificação da colheitas, das variedades melhoradas introduzidas e da protecção dos alimentos após a colheita. A USAID colabora com o instituto de pesquisa agrícola nacional e com o Ministério de Agricultura nos testes e promoção de novas tecnologia com vista ao melhoramento da produtividade agrícola. Desde Junho de 2005, a instituição, através do PMA, já disponibilizou cerca de 34 mil toneladas de alimentos diversos a Moçambique, no valor aproximado de 15.8 milhões de dólares americanos, o que representa 50 % dos recursos prometidos até agora ao programa do PMA Operações prolongadas de Socorro e Recuperação para Moçambique.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home