Partindo da Base

Este blog foi criado no âmbito da aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos durante as aulas de Jornalismo On line, uma cadeira ministrada no segundo semestre do II ano, na Universidade Eduardo Mondlane. Este blog faz alusão a assuntos políticos, económicos, sociais pessoais do único membro do presente blog e entre outros assuntos. Vale dizer, é generalista. Os conteúdos nele contidos são da inteira responsabilidade do seu autor.

A minha foto
Nome:
Localização: Maputo, Polana, Mozambique

Sou um jovem estudante de Jornalismo na Universidade Eduardo Mondlane, em Moçambique. Sou uma pessoa com muita vontade de aprender, de conhecer cada vez mais pessoas novas, lugares novos... Detesto por natureza todas mulheres viciadas, vale dizer, que abusam o sexo, as bebidas alcoólicas e o fumo. Pior ainda, aquelas que até consomem drogas. Adoro tanto assistir "clipes" de música rap.

quinta-feira, julho 06, 2006

Mundo

2005 mais violento para Jornalistas
O Relatório da organização internacional Repórteres Sem Fronteiras revela que 2005 foi o ano mais violento para os jornalistas em todo o mundo, durante os últimos dez anos. Os dados mostram que “pelo menos 63 jornalistas foram mortos no ano passado, índice mais alto registrado nos últimos dez anos”. O Iraque voltou a ter o maior número de casos, com 24 profissionais assassinados. No Magreb e no Médio-Oriente, foram registrados 27 mortos. Em seguida vem a Ásia, com 17, as Américas, com sete, a Europa e antiga União Soviética, também com sete, e a África, com cinco. Em 2004, o número de vítimas foi de 53. A organização Repórteres Sem Fronteiras frisa que na África 256 jornalistas foram interpelados em 2005, o que faz do continente uma verdadeira prisão para os profissionais da informação, sobretudo na Etiópia, Eritreia e República Democrática do Congo.